Vídeo: Diário da ortognática – Pós-opertatório

Semana passada postei…

View more

Receita: Ratatouille

Lá em 2007…

View more

Dica de série: Unbreakable Kimmy Schmidt

Ontem foi meu…

View more

Comprei na china: Pincéis de maquiagem

Fazia um bom…

View more

Dica de série: Unbreakable Kimmy Schmidt

Ontem foi meu primeiro dia de férias e com isso, começa a maratona de séries porque não vou viajar rsrs. A dica da vez é uma comédia daquelas que quando vemos, não tem mais nenhum episódio para assistir e já estamos pedindo por mais.

Unbreakable Kimmy Schmidt é uma série original do Netflix (ou seja, tem tudo por lá) que estreiou em Março de 2015 e tem duas temporadas, totalizando 26 episódios, mas já tem a terceira temporada confirmada.

Dica de série: Unbreakable Kimmy Schmidt

Ao ler o enredo, pode não parecer que a série se trata de uma comédia já que Kimmy, a protagonista de série, passa 15 anos sequestrada por um padre que faz ela e suas companheiras acreditarem que o apocalipse chegou e elas são as únicas sobreviventes.

Dica de série: Unbreakable Kimmy Schmidt

Porém, no primeiro episódio da séries, elas são resgatadas e Kimmy vai para Nova York onde encontra um companheiro de apartamento no meio da Times Square (Titus) e um emprego com de babá para Jacqueline, uma mãe rica do Upper East Side.

Dica de série: Unbreakable Kimmy Schmidt

Apesar da história de Kimmy ter tudo para ser triste, ela não se deixa abalar em nenhum momento, daí o nome Unbreakable (inquebrável). Com muito bom humor e otimismo, ela tenta correr atrás do tempo perdido.

Apesar da série ser focada na Kimmy, os outros não ficam para trás no quesito humor, Jacqueline é uma sátira as mães ricas que as vezes, nem os filhos conhecem, Titus sempre nos arranca uma risada com todo o seu drama e Lily é tão maluca que nos faz perguntar se tem como alguém assim realmente existir.

Dica de série: Unbreakable Kimmy Schmidt

A abertura da série foi feita pela equipe do Songify This! que são conhecidos por transformarem tudo em músicas engraçadas e que grudam na cabeça rs. Abaixo a abertura completa da série:

E também tem o trailer legendado da série:

Não esquece de me contar o que achou da série ou se já conhece alguma parecida, claro que amo conhecer novas séries rs.

Dica de série: Lie to me

Dica de série: Lie to me

Eu já tinha visto alguns episódios aleatórios de Lie to Me na Fox assim que lançou, mas nunca tinha acompanhado para valer, até que um dia meu irmão começou a assistir e eu decidi acompanhar com ele no Netflix.

Em Lie to me, os especialistas do Grupo Lightman lideram investigações desvendando mentiras ao interpretar a linguagem corporal e microexpressões. A série é protagonizada pelo Dr. Cal Lightman, que foi inspirado no Dr. Paul Ekamn, psicólogo estadunidense pioneiro no estudo da linguagem corporal e expressões faciais.

Dica de série: Lie to me

O Dr. Ekman foi consultor científico da série e a cada episódio ele emitiu uma crítica em seu site oficial para revelar o que de fato era verdade e o que era apenas entretenimento. No seu site, também há um pequeno FAQ onde explicam detalhadamente a relação da série com o Grupo Ekman.

A série mostra o quanto devemos nos preocupar não só com as palavras, mas também com os gestos. Uma nota no site do Grupo Ekman diz:

Apesar de ‘Lie to Me’ ter a tendência de, muitas vezes, exagerar nas habilidade do Cal em identificar mentiras, a série fez um ótimo trabalho ao mostrar aos telespectadores o quanto é revelado sem palavras e o quanto as pessoas tentam encobrir suas mentiras e o quão complicadas podem ser suas motivações.

O Dr. Lightman tem como sócia a Dr. Gillian Foster, conta com o pesquisador Eli Locker, com quem ele implica bastante ao longo da série para que ele desenvolva suas habilidades de leitura, e Ria Torres, que tem o talento natural de ler as pessoas.

Dica de série: Lie to me

Infelizmente a série foi cancelada na terceira temporada por falta de audiência, mas mesmo assim eu acho que vale a pena assistir se você gosta do tema investigação ou leitura corporal. Estou na torcida para o Netflix ressuscitá-la um dia! Confira o trailer:

Se você já assistiu ou vir a assistir por conta dessa dica, me conta ai nos comentários, eu vou amar saber 😀

Dica de série: Teen Wolf

Depois de ouvir muitas pessoas falando da série, resolvi assistir um episódio. Não me convenceu no primeiro episódio, mas conforme a história vai sendo construída  fica bem interessante (diferente de The Hundred que já arrasa nos primeiros minutos).

Dica de série: Teen Wolf

A série é baseada no filme homônimo de 1985 e classificada como uma comédia dramática, sobrenatural, ação e romance. A primeira e a segunda temporada são bem curtinhas, cada uma tem 12 episódios (da para assistir no tempo de uma temporada comum) e, apesar de já ter começado há um tempo, a série estreou a segunda parte da 5 temporada ontem e já tem a próxima confirmada.

Dica de série: Teen Wolf

Sinopse: Scott McCall era apenas mais um garoto na escola, até que uma noite seu melhor amigo Stiles o leva para a floresta e Scott é mordido por um lobisomem. Ser um lobisomem veio a calhar – mais forte, mais rápido, nova estrela no time de lacrosse e popular – mas também tornou controlar sua raiva em uma tarefa difícil. Scott também se apaixona pela garota nova na cidade, Allison, cujo pai está tentando caçar e matar Scott. Scott agora tem que tentar equilibrar a sua vida fora de controle, descobrir como controlar seus novos poderes, tentar não ser morto pelo Alfa que o mordeu, proteger Allison e esconder seu grande segredo dela.

Dica de série: Teen Wolf

Apesar de ser uma série de lobisomens, não é focada só neste assunto, sempre tem novos suspenses e dramas para acompanhar.

Teen Wolf é exibida pelo Canal Sony no Brasil, mas tem 4 temporadas disnponíveis no Netflix.
O elenco da primeira temporada é composto por Tyler Posey (Scott McCall), Crystal Reed (Allison Argent), Dylan O’Brien (Stiles Stilinski), Tyler Hoechin (Dereck Hale), Holland Roden (Lydia Martin) e Colton Haynes (Jackson Whittemore), que também atuou em Arrow como Ray Harper.

Gostou ou já assistiu? Me conta ai em baixo 😀

Dica de série: Jane the Virgin

Dica de série: Jane the Virgin

Comecei a assistir “Jane the Virgin” em um daqueles dias que você abre o Netflix porque não tem nada para fazer. O banner me chamou a atenção e quando li a sinopse achei que já tinha visto isso em algum lugar, e sim, já tinha visto, a série é inspirada em uma novela venezuelana.

Dica de série: Jane the Virgin

Jane é pobre e foi criada pela mãe solteira e sua avó, uma católica fervorosa que a faz prometer que vai proteger sua virgindade a qualquer custo. O grande problema é que Jane fica grávida por meio de uma inseminação acidental, e Jane, que ama telenovelas, nunca imaginou como sua vida poderia se tornar em um drama típico de novela mexicana.

Essa é série leve e descontraída, mas que sempre deixa um suspenso no ar no fim de cada episódio, então consumida pela minha curiosidade, terminei a primeira temporada em dois dias. Apesar de ser inspirada em uma novela latina, a série não segue o gênero a risca e até mesmo ironiza as telenovelas dramáticas.

Dica de série: Jane the Virgin

Mesmo com diversas dificuldades em sua vida, não só causadas pela gravidez indesejada, mas também pelo triângulo amoroso em que ela entra com o seu namorado e o pai do bebê, pela “vilã” Petra e sua mãe, que fazem de tudo por dinheiro, Jane sempre mantêm o pensamento de que no fim tudo dará certo.

Fiquem com o trailer:

Se curtirem a série ou já tiverem assistido, deixe seu comentário abaixo, vou amar saber o que achou 😀

Dica de série: The Hundred

Outro dia estava na casa do meu namorado sem fazer nada, quando meu cunhado comentou da sério “The Hundred” (ou “The 100”). Na hora não me animei, achei que ia ser paradona, mas acabei concordando porque meu namorado tinha curtido a idéia.

Dica de série: The Hundred

Sinopse da série: Quando uma guerra nuclear destruiu a civilização e o planeta Terra, os únicos sobreviventes foram 400 pessoas que estavam em 12 estações espaciais em órbita. 97 anos e três gerações depois, a população já contava com 4 mil pessoas, mas os recursos já vão escassos. Para garantir o futuro, um grupo de cem jovens é enviado à superfície da Terra para descobrir se ela está habitável. Com a sobrevivência da raça humana em suas mãos, estes jovens precisam superar suas diferenças e unir forças para cruzar juntos o seu caminho.

Dica de série: The Hundred

Atenção, pode ser que contenha spoilers nos meus comentários.

The hundred é uma série pós-apócaliptica que na sinopse pareceu clichê, mas me prendeu logo no primeiro episódio porque ao invés dos diretores ficarem prolongando e contando como eles chegaram na arca, porque os recursos estão escassos, enfim, a história toda, ela já começa com os 100 jovens sendo mandados para terra, sem dó nem piedade.

A vida na arca é bem rígida, comida e remédios são  racionados e todos os crimes, independente da natureza ou gravidade, são punidos com morte por ejeção ao vácuo, a não ser que o criminoso seja menor de 18 anos. Tanto que os jovens que foram enviado para terra foram enviados para terra eram menos infratores que foram considerados dispensáveis.

Assim que chegam os problemas já começam pois a nave deles sai da rota e cai no lugar errado, deixando-os sem refúgio e suprimentos. Quando um dos jovens tenta tomar a liderança e organizar o grupo para ir atrás dos mantimentos, um novo líder surge contrariando a autoridade e as intenções dos líderes da Arca, mas esse não é o único problema deles, pois no primeiro episódio já descobrimos que eles não são os únicos na Terra.

Dica de série: The Hundred

Esse é o tipo de série que me consome, eu simplesmente não consigo parar enquanto não tem mais episódios, ela é cheia de ação, suspense e reviravoltas. Assisti as duas temporada (29 episódios) em quatro dias e mal posso esperar para a terceira temporada estrear em 30/11!

Ah, eu não sei se sou cega, mas toda vez que vejo a Octavia, acho que ela lembra muito a Bruna Marquezine :O

Dica de série: The Hundred

Se você já assistiu essa série ou começar a assistir, conta para mim o que achou 🙂

Dica de série: Fringe

Durante meu pós-operatório eu comecei a assistir várias séries e quero trazer dicas para quem procura o que assistir.
Fringe é uma série um pouco antiga – eu prefiro assistir séries que já acabaram, assim eu posso fazer uma maratona e nunca fica aquele desespero na espera de episódios novos – que foi lançada em 2008 e teve a última temporada em 2013.

dica-de-serie-fringe

A série começa quando os agentes do FBI Olivia Dunham e John Scott são chamados para investigar o caso de um avião que pousou no aeroporto de Boston com todos os seus passageiros e tripulação mortos de causa desconhecida e terrível.

Como John quase morre durante a investigação, Olivia precisa procurar alguém que possa ajudá-la a resolver o caso.

dica-de-serie-fringe-2

Aparentemente, o Dr. Walter Bishop seria a pessoa certa para recorrer. Mas como ele esteve numa instituição psiquiátrica durante os últimos 20 anos, a única maneira de interrogá-lo é através do seu filho, Peter Bishop, quem ele não vê há muito tempo.

dica-de-serie-fringe-3

As investigações de Olivia mostram o que aconteceu no vôo 627 é apenas a pequena parte de uma verdade muito mais chocante, cheia de casos teoricamente inexplicáveis.

dica-de-serie-fringe-4

É uma série de ficção cientifica, mas tem vários momentos engraçados que geralmente são protagonizados pelo Dr. Walter Bishop.

Eu não sou o tipo de pessoa que consegue falar muito da série sem dar spoiler, mas o que eu posso falar é que a série tem três fases, e quem acha que a série ficará sem graça quando descobrir os primeiros segredos, no fim da primeira fase, se engana, pois o roteiro sempre se mantém surpreendente e cativante, deixando os telespectadores cheios de dúvidas e sempre ansiosos para o próximo episódio. Se você for curiosa como eu, vai ir até o fim para descobrir tudo!

A série também tem uma trilha sonora super bacana, que você pode conferir aqui.

E para quem já conhece a série, no meio das pesquisas para este post, descobri que a série ganhou uma série de livros intitulada ‘Fringe – September’s Notebook – The Bishop Paradoxx’, escrito por Tara Bennett e Paul Terry, com participação de Joel Wyman e Jeff Pinkner, os dois produtores e roteiristas de ‘Fringe’, lançado em 2013. Você encontra os livros em inglês na Livraria Cultura, nesse link. Claro que já entrou para minha lista de desejos.

A escritora Christa Faust também lançou três romances baseados na série, onde cada um mostra a vida dos personagens Walter Bishop, Olivia Dunham e Peter Bishop antes de se encontrarem no primeiro episódio da série. Você pode conferir mais sobre eles aqui.

Se você assistir, me conta o que achou, pois eu realmente me viciei em Fringe e amo comentar séries 🙂